Publicado por: - TCZ - | quarta-feira, 18 outubro 2006

Lápis de Cor… Parte II


[ouvindo… o som das teclas do teclado sendo… tecladas.]

Como já é de praxe, publico esse post bem depois do prazo estipulado.. como se alguém ligasse. Mas enfim, ao menos terminei o “conto” (cujo começo publiquei no meu último post) do garotinho (não o político) e seu terrível dilema sobre “a verdadeira cor da grama” ou algo assim…

“Que porra é essa, muleque? isso é jeito de tratar tua mãe?! Vem cá que eu vou… mas antes de conseguir terminar a ameaça, o garoto, apertando com firmeza o lápis que havia arrancado das mãos da mãe, dirigiu ao pai um olhar com uma expressão tal que o corpulento homem de meia idade ficou sem fala, horrorizado. Seu rosto, transformado por um cruel sorriso doentio, sequer recordava o de uma criança.

Algum tempo depois, quando encontrado pelos vizinhos, que logo apareceram para reclamar da gritaria, só lembrava do momento em que tomou conciência de sí, olhou para seu pai e sua mãe inertes sobre o assoalho e, percebendo que o lápis outrora verde bandeira que segurava agora estava vermelho, chorou. Não havia mais ninguém para comprar-lhe um novo lápis daquele verde, que era tão bonito…

. . .

Um dos pequenos internos da clínica foi correndo, animado, de encontro ao psiquiatra. Exibiu, sorrindo orgulhoso, um desenho num papel amarrotado, e disse: “olha doutor! finalmente acabei de pintar!”. Era um desenho colorido à lápis de cor, surpreendentemente normal para uma criança como aquela, não fosse um pequeno, embora inquietante, detalhe: sob uma toscamente desenhada casinha, havia um gramado todo colorido. De vermelho sangue.”

P.S. Esse final pode parecer fugir um pouco da proposta inicial do texto..e foge mesmo. Eu tinha concebido, por alto, um desfecho um pouco menos… doentio (e forçado), mas meu atual estado de espírito não me permitiu redigí-lo… ah, não deu pra meter os zumbis na história, #0… nem serra elétrica ou cortador de grama… quem sabe numa próxima? Nah, não mesmo :p

P.S.2 (não o console…!) Eu considero crianças homicidas mais assustadoras ( e principalmente cruéis) que zumbis… ao menos os mortos vivos matam pra comer!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: