Publicado por: - TCZ - | segunda-feira, 20 novembro 2006

Magica!

[ouvindo Freundschaftbund do Onkel Tom Angelripper. É o que acontece quando um vocalista e lider de uma banda de thrash metal (Sodom) resolve ter um projeto paralelo para descontrair. Ai ele toca versões de músicas de bêbado em formato metal. Muito legal! Pena que eu parei de beber…]

Hail, como vão todos vocês? Espero que bem.
Comendo seus chocolates direitinho? Hewhewhewhew ^^
Aqui as coisas vão indo como sempre, da melhor forma possivel embora eu tente me convencer do contrário.

Descobri que a faculdade que frequento é movida a vapor! Sim pois na ocasião dessa última falta d’agua na cidade do Rio ela parou por inteiro. Logo, deduzo que seja movida a vapor…
No mais as coisas vão como vão, indo! :P

Agora ao post
(postado Segunda ao invés de Domingo por causa do feriado e das minhas crises alérgicas)

* * *

Todos decerto aqui conhecem, ou mesmo se lembram dos Mágicos e de seus truques.

Um mágico. Um homem elegante em roupas elegantes que, acompanhado de uma jovem mocinha, faz aros de metal sólido se entrelaçarem com apenas algumas batidas. Que pede que pegue algum objeto aos espectadores da platéia e de olhos vendados desde o inicio consegue com precisão dizer qual objeto o espectador surpreso estava segurando. E no fim depois de levitar pelo palco e tirar lenços coloridos do chapéu seguidos de um pobre pássaro corta a mocinha ao meio e ela permanece se movendo.

“Cada grande truque de mágica consiste em três atos. O primeiro é chamado “The Pledge”; o mágico mostra algo comum, mas claro… provavelmente não o é. O segundo ato é chamado “The Turn”; o mágico faz de seu algo comum, algo imcomum. Agora se você está procurando pelo segredo… você provavelemente não achará.”

Talvez o que não lembremos ou não damos importância é para o espanto que o mágico nos causa. Ver todas aquelas maravilhas se desvelarem diante de nossos olhos, causa uma estupefação. Ai batemos palmas.

“E é por isso que esxiste um terceiro ato chamado, “The Prestige”; essa é a parte onde estão as mudanças e reviravoltas, que estão sempre em equilibrio, e você vê algo que o chocará de uma forma que nada jamais o fez”

O mais interessante disso tudo é que sabemos que é “mentira”, que é apenas um truque. Sabemos que ele não levitou de fato pelo palco, que a mocinha está bem e nunca correu perigo naquela caixa, que tudo não passou dum truque muito bem feito.
Depois, passamos a nos perguntar como o truque foi feito, se foi complicado, quanto tempo demorou para ficar daquele modo etc, mas o momento inicial de estupefação que vale a pena, esse momento que é valioso. O momento em que, por um breve instante, permanecemos imersos na fantasia.

Essa é a beleza da mágica em si, proporcionar as pessoas um momento de magia real. Um momento em que consegue-se por toda a realidade de lado na mente do espectador e imergí-lo em algo inexistente na maior parte do tempo, mas que naquele momento, é real e presente.
Mas como o espectador, tão ciente da falsidade do número e ao mesmo tempo as vezes tão avido por descobrir o truque que momentaneamente o enganará, caí no sortilégio e vive esse instante fantástico?
Porque não temos o segredo. E quando procuramos, por mais que tenhamos consciencia dele não o encontramos. Pois se o achamos o instante se acaba.

Vai ver que no fundo no fundo, queremos todos ser iludidos.

“E agora você estará procurando pelo segredo… mas você não o achará. Porque você quer ser enganado.”

* * *

Bem gente, esse foi o post dessa semana.

Claramente inspirado por “O Grande Truque” (The Prestige) que está em cartaz em todos os cinemas (ou quase). Ótimo filme estrelado por Christian Bale (conhecido também como Batman), Hugh Jackman (aka Wolverine),Scarlet Johansson(GOSTOSA), Michael Caine (ou Alfred Pennyworth), Andy Serkins (também admirado por seu Gollum e King Kong) e David Bowie (!!!!!) Dirigido por Christopher Nolan (Também dirigiu Batman e O Maquinista)
Vão ver todos vocês! Vale o dinheiro do ingresso.
De lá também vieram as citações.

Encerro aqui, esse post com mouse quebrado e por isso sem figura (Caso tenha alguma foi que eu tentei com mais afinco.)
Perdõem qualquer erro, não tenho tempo para revisar o texto.

Até outro Domingo (embora hoje seja Segunda)

See ya!

[Ouvindo Sapphire do Redemption. Adoro falar isso, redemption, redemption, redemption…]

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: