Publicado por: - TCZ - | sexta-feira, 23 março 2007

Um amor de peixe

[ouvindo: Original Prankster – Offspring ; “You know it smells like shit! God damn!” hehehe, a letra é hilária]

Olá leitores e companheiros shooters! Como vão suas vidas singulares?

Bom, a minha , pra variar , tem ido de um pico de otimismo pra um poço de desânimo de duas em duas horas, começo a me preocupar com um possível transtorno bipolar (ou hipocondria ^^) e, como me encontro em um momento de algum ânimo, resolvi escrever antes que passe.

Peço novamente desculpas pelo post curto da semana passada , realmente não me encontrava em condições psicológicas pra escrever nada de decente , acontece…( acho que começo a cair pra depressão de novo, droga, melhor escrever logo)

__________________

Há algum tempo decidi cuidar melhor do meu aquário , então fui a uma lojinha de aquários para comprar uma bombinha nova e mais alguns habitantes pra meu pequeno oceano particular.

Enquanto olhava pelos aquários da lojinha, decidindo qual dos peixinhos iria pra casa comigo reparei em um aquário cheio de peixes dourados. Resolvi levar um casalzinho na esperança de que eles repovoassem meu aquário. O macho era bem menor do que a fêmea e tinha um prolongamento na cauda, de modo que era bem fácil distinguir um do outro.

Ao chegar em casa coloquei-os dentro do aquário,liguei a bomba nova e lá eles permaneceram por algum tempo. Durante esse tempo eu percebi que o macho e a fêmea nadavam sempre muito próximos mas creditei isso a algum hormônio ou familiaridade e deixei por isso mesmo.

Algumas semanas depois , quando voltei pra casa da faculdade , percebi que nenhum dos dois peixes estavam dentro do aquário, a primeira coisa que me veio a cabeça foi : “minha gata deve tê-lo comido.” E então eu ví um ponto laranja no chão, a fêmea estava lá estirada, assim que eu a coloquei na água de novo ela se recuperou , então fui atrás do macho.

Procurei no quarto todo, até embaixo da cama. Fui encontrá-lo atrás da estante onde o aquário fica. Minha teoria é de que um dos peixes tinha pulado e o outro resolveu seguir o primeiro. Eles fizeram isso mais uma vez, algum tempo depois e eu novamente resgatei os dois suicidas.

Um mês depois a fêmea morreu , não sei por que motivo, talvez velhice ou doença. O macho ficou apático e morreu poucas horas depois… comecei a pensar que os hormônios e a familiaridade não tinham nada haver com isso.

Hormônios ou familiaridade não são arrebatadores o suficiente para que nenhuma criatura morra. Oras, ninguém nunca morreu porque uma “quedinha” não correspondeu ao seus afetos ou porque um conhecido não respondeu quando disse “oi” ao passar na rua! Então fui obrigado a abrir mão do meu ceticismo original e admitir:

Acho que meu peixinho dourado morreu de amores mesmo…

***

“Esse, que sobrevive à própria ruína
Ao seu viver do coração, — às gratas
Ilusões, quando em leito solitário,
Entre as sombras da noite, em larga insônia,
Devaneando, a futurar venturas,
Mostra-se e brinca a apetecida imagem;
Esse, que à dor tamanha não sucumbe,
Inveja a quem na sepultura encontra
Dos males seus o desejado termo!”

(trecho:Se se morre de amores – Gonçalves Dias)

_________________

Podia ter feito um texto maior mas acho que a partir daí só iria enrolar mesmo, melhor terminar enquanto está bom (pelo menos creio eu que esteja ^^).

E então leitores? Dêem suas opiniões , escrevam , digam o que acharam ,enviem sugestões ou me xinguem se quiserem (preferiria se não o fizessesem, mas vai fazer o que?).

Lembrem-se, segunda provavelmete teremos um post novo do senhor #2 , quarta de nosso amado/temido chefinho # 0 e , se tiverem um tempo, leiam o Oroborosai no final-de-semana, é bem legal!

T+ , bom fim de semana pra vocês

[ouvindo: Blow Up the Outside World – Soundgarden ; meu Windows Media tem andado meio vidente esses dias…eu penso em ouvir uma música e ele abre com ela ,eu me sinto de certa forma e ele coloca úma música completamente adequada…começo a me assustar um pouco…]

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: