Publicado por: - TCZ - | segunda-feira, 26 março 2007

Vidro

 

[Ouvindo… um jingle familiar… Ah! Tenho de correr! É hora do Jornal Nacional!].

 

 

 

Desculpem-me, leitores do Troubleshooter, mas dessa vez não tinha nada melhor pra fazer e decidi escrever este post. Mas não fiquem chateados, semana que vem recomeçam as aulas na minha faculdade e terei alguma desculpa pra não postar. Por hora, já que já estão aqui, leiam à primeira frase do texto e comentem algo genérico e inútil. Obrigado, e até a próxima… Seja lá quando for.

 

 

 

 

Todo mundo adora odiar reality shows, certo? Esses programas que, além de idiotas e fúteis, se vendem como realidade, quando não passam de show. Afinal, as situações vividas pelos participantes desses programas são pré-determinadas e não situações do dia a dia, etc, etc.

 

Nas cartas indignadas de leitores enviadas para a sessão de TV dos grandes jornais, chovem reclamações sobre a “falta de conteúdo” dos programas televisivos, principalmente reality shows, enquanto protestam por programas de maior conteúdo cultural e informativo.

 

Como os telejornais. Programas isentos, idôneos e informativos, que cumprem a nobre missão concedida pelo Estado às emissoras de televisão, de levar o conhecimento daquilo que ocorre no país e no mundo.

 

Sem dúvida, os telejornais cumprem seu papel. Transmitem-nos, na velocidade que o mundo de ontem exige (porque a do de hoje, só pela internet. Banda larga. Via celular.) as últimas falcatruas dos malvados políticos. Com isso sempre sabemos quem nos rouba e quanto, o que é tranqüilizador, de fato.

 

Também nos deixam alertas para a crueldade e violência contemporâneas, como a violência urbana, causada por essa estranha subespécie simiesca que chamamos vulgarmente de marginais. Seus eventuais ataques, como todo ataque de animais selvagens, são considerados acidentes ou até imprudência das vítimas. E há algo mais “educativo” que programas sobre a vida animal, sejam estes selvagens ou urbanos?

 

E podemos nos precaver também da violência doméstica e “social”. Sim, porque graças aos informativos podemos abrir nossos olhos e perceber que corremos risco entre amigos, que podem mandar nos seqüestrar, roubar, etc.; e, o pior, e aparentemente mais comum, dado a constância que nos é relatada pelos periódicos, do perigo que representam nossos conjugues e filhos, sempre tramando nossas mortes junto aos seus amantes/namorados, de olho em nossos bens.

 

Os telejornais são tão perfeitos, tão completos que nos permitem relaxar, entre a constatação de uma terrível realidade e outra, com os gols da rodada ou a moda da estação. Assim evitamos ficar com aquelas coisas terríveis todas na cabeça; afinal, já temos problemas de mais pra nos preocuparmos hoje em dia.

 

Com eles não vemos simplesmente situações reais, como se olhássemos por uma janela, o que é meio chato e tedioso, coisa de tia velha solteirona. Temos sim é uma incrível janela interdimensional, que distorce o tempo e o espaço, nos mostrando aquilo que sabem que nos é mais importante e útil, de lugares e períodos diversos, numa sucessão de imagens e sons cuidadosamente calculada para que possamos saber o que é importante sem nos entediar ou alarmar demais, como fazem nos livros e filmes. Isso sim é Reality Show!

 

 

. . .

 

PSOne: Espero que tenham lido o resto do texto aí de cima antes de ler isso aqui. Até porque não tenho nenhum PS engraçadinho hoje. Estou um tanto preocupado com outra pessoa, o que não é do meu feitio. E isso é um saco. Essa gente que não sabe nem adoecer… (gente de bom senso só adoece em data de entrega de trabalho ou coisa de gênero)

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: