Publicado por: yumejin | segunda-feira, 19 novembro 2007

“The Casuarina Tree”

The Casuarina TreeThe Casuarina Tree, ou A Casuarina, uma tradução simples para o português, escrito por William Somerset Maugham, é uma coletânea de seis histórias que se passam em colônias britânicas na Ásia, no início do século XX.

William é considerado, por muitos, um excelente autor de segunda categoria e ele próprio não se opunha à alcunha. De fato, suas histórias nunca tiveram a pretensão de clássicos ou de grandes narrativas e, dificilmente, você encontrará um livro dele na lista dos 100 melhores do século XX.

Contudo, ainda que alguns críticos oposicionistas neguem, existe uma qualidade ímpar nas histórias curtas que ele escrevia: eram relatos sobre o cotidiano de pessoas comuns britânicas, mostrando um trecho da vida delas com tanta simplicidade e verossimilhança que parecem casos de verdade.

Destacam-se nesse livro O Posto Avançado, com detalhes muito interessantes, como os jornais e a maneira de se vestir do residente, Antes da Festa, com um retrato fidedigno e cru de uma família inglesa, e, em especial, a última história, Atavismo, que mostra as agruras de um mestiço que teme ter descoberto seu sangue impuro.

Em realidade, as outras quatro histórias também são boas e entretenedoras, e, ao acabar de lê-las, uma sensação engraçada pode lhe tomar conta, como se você tivesse aberto uma janela para a vida de outras pessoas, espiado um pouco e depois a fechado.

De forma interessante, William oferece precisamente isto: observar atentamente durante alguns anos, meses, dias ou horas as vidas de seus personagens, talvez pessoas tão reais quanto eu por trás desta tela de computador, e fechar o canal de comunicação sem qualquer indício do que virá depois e, para falar a verdade, sem a necessidade.

Um dia, vá despreocupadamente a um sebo e procure por uma das coleções de histórias dele. Não deve custar muito – William foi autor de considerável sucesso nos anos 30,40 e 50, mas hoje jaz em um certo obscurantismo, relegado ao rótulo infame de literatura de segunda – mas o bom livro não se julga nem pela capa, nem pelo preço.

Anúncios

Responses

  1. me empresta? XD~


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: