Publicado por: yumejin | terça-feira, 13 maio 2008

Opinião Adquirida

Um fenômeno que ocorre com grande freqüência, cada vez maior por causa da forma como nosso mundo se apresenta nos dias meus e seus, a opinião adquirida não é um mal em si, exceto se for exercida sem o contraponto do senso crítico.

O que raios é opinião adquirida? Exemplificarei: não assisti ao filme do Homem de Ferro. Nunca me interessei pelo Stark e não tava com vontade de gastar R$ 7,00 naquela meia-entrada absurda dos cinemas meia-boca da minha cidade entre montanhas. No entanto, vários amigos meus viram e aprovaram, com graus variados de entusiasmo, mas sempre otimistas. As críticas, tanto em revistas quanto em sites, também foram esmagadoramente a favor do filme.

Por causa disso, sempre que outra pessoa que também não passou duas horas em frente à “telona”, como diria o locutor da Globo, assistindo a mais um filme de super-herói me pergunta sobre ele, digo que o filme é bom, talvez até melhor do que Homem-Aranha 2 [que, diga-se de passagem, não achei o último cajuzinho da festa, não… nem o 2, nem o 1]. Isso é opinião adquirida.

Como eu disse, não é um mal em si. O filme agradou um monte de gente inteligente que eu conheço, eles apresentaram bons motivos, as críticas especializadas foram favoráveis, até o Seu Augusto da lanchonete gostou, parece-me razoável afirmar que o troço é bom, hun? Neste caso, muito provavelmente. Porém, existem muitos e muitos outros exemplos, não só dependentes de opinião [como esse], mas mesmo de fatos, que precisam de um filtro muito crítico, que pode falhar.

Por causa da opinião adquirida, eu não chego nem perto de músicas do Slipknot e acredito que A Viagem de Chihiro seja excelente. Por ela, “sei” que Direito é mais fácil do que Engenharia, que Resistência dos Materiais é o cão chupando manga e que Pirandello é o cara. Eu já assisti, escutei ou fiz alguma coisa dessas? Tirando Engenharia, que estou cursando, não! Só que, antes de uma análise realmente imparcial dos meus próprios pensamentos, isso era inquestionável.

Cada pessoa, obviamente, é bem diferente em seus valores e suas teorias próprias. Claro, existem pontos de proximidade e até de interligação, mas arriscaria dizer que mais da metade das visões se distanciam, se não partem para direções diametralmente opostas! Se em dados assuntos, consenso faz sentido, em outras, é ilógico. Eu posso achar A Viagem de Chihiro uma bosta e não vou estar errado. Posso ter um gosto estranho e conceitos ruins, mas afirmo que não vou estar errado.

Contudo, existe uma área onde opinião adquirida se torna basicamente prejudicial: quando se lida com versões de fatos.

Em âmbito maior, por exemplo, você lê um artigo que diz que o político A é corrupto. Ponto. Sem provas, sem evidências, sem qualquer situação onde fica óbvio que ele o é. Só diz que ele é safado. Por ser um site que você sempre visita, toma como verdade. Ponto. Não que o escritor do artigo tenha feito de má vontade, ele pode até tê-lo feito, mas se ele se enganou, você não vai saber e nem vai correr atrás – acomodou-se com a opinião adquirida.

Em âmbito menor, seu amigo conta uma treta que aconteceu entre ele e um cara que você já não gosta muito. A versão dele diz que o boçal foi traíra e babaca, ignorou qualquer bom proceder da civilização e desceu a porrada no seu colega. Você vai pra casa pensando que o idiota merece ser atropelado. Uma pena que seu amiguinho esqueceu de mencionar que foi ele que deu em cima descaradamente da namorada do cara. Você não vai procurar saber disso, vai assumir que a culpa é do outro e vai disseminar esse ponto de vista.

Sem visão crítica, a opinião adquirida é um fardo e um erro. Infelizmente, é a esmagadora maioria. Talvez seja a hora de sermos mais críticos com as informações que nos são passadas.

Anúncios

Responses

  1. eu discordo completamente. a opinião adquirida, na minha opinião, é mais um acomodamento. menor que os que não a julgam. mas um acomodamento. as pessoas podem ser inteligentes mas, e se elas mesmas adquiriram a opinião de outro?

    eu sempre acho melhor não confiar. assisto/leio tudo até o final [a não ser que seja insuportável mesmo] para poder dar minha opinião, que sendo algo só meu, tem que ser expressada com cuidado. não adquiro nada dos outros e acho errado qualquer um adquirir.

    er… é isso.

  2. Acho mais estúpida que a opinião adiquirida simples, a O.A. geralmente aceita pelos meios competentes.

    Explico.

    É quando o povo inteligente tem uma opinião sobre algo, e isso passa como a opinião oficial para todos.

    Político X é ladrão e canalha não porque fulano disse, mas porque os caras inteligentes disseram isso, e se você discorda você é mais um idiota da massa.

    (Que isso de “leia mais…”? xD)

  3. hum… só pra constar, Direito é mais difícil que Engenharia… :P

    hahahaha

    abraço

  4. Esse negócio de “Leia mais…”, colega Quodlibetário, é um recurso que estou testando… quero saber quais os textos que geram mais leituras. Com esse troço, quem quer ler tem que entrar na página do texto em si. Se, por um lado, é chato e pode afastar alguém que esbarre aqui casualmente, por outro, pode nos dar uma idéia do tipo de coisa que quem cai aqui, lê.

    Aliás, Jaques, sabia que o texto mais lido aqui é o “Santa Tatuagem Batman!”? As pessoas vivem procurando tatuagem arcanjo miguel ou tatuagem batman ou até religião em batman no Google. ‘Cê tem que ver que tipo de coisa cai aqui…


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: