Publicado por: - TCZ - | sexta-feira, 10 outubro 2008

Votando Nulo

Por quê afinal votar nulo?

Esse ano, ano eleitoral, muitas questões familiares voltam a tona nas rodas de discussão nacionais: qual o melhor candidato, qual o pior e o mais engraçado, e o que fazer com o velho mais novo feriado, que apaece de quatro em quatro anos. Uma dessas “questões capitais” que acaba surgindo sem dúvida é sobre à respeito de votar ou não nulo. Anular o voto é de fato necessário? Não bastaria simplesmente que votemos em branco?? Qual será afinal a real vantagem de se votar nulo ao invés de se votar em branco???

Primeiro podemos começar pensando afinal porque deveríamos anular o nosso voto. Segundo aqueles simpáticos rapazes de vermelho que me sugerem isso através de seus também simpáticos cartazes, devo anular meu voto porque a escolha oficial para não ter escolha, votar em branco, não é seguro, afinal, quando se vota em branco os votos assim computados vão “pra quem tá ganhando”. Olha, segundo o oficial, isso não ocorre de forma alguma. Nós temos um dos sistemas eleitorais mais precisos e eficazes do planeta, invejado por países desenvolvidos (inclusive os Estados Unidos onde ser mais votado aliás não garante a vitória), então o voto branco garante realmente um voto branco. Já oficiosamente, diz-se que o voto em branco vai para o candidato que estiver à frente na disputa – bem, quando muito, pode se dizer que o voto em branco favorece o candidato que estiver à frente pela escolha que cada um que vota em branco faz por não tomar partido, deixando que as coisas tomem seu “curso natural”. Não acredito nisso da soma dos votos em branco para o total do candidato mais votado pois acho isso uma crendice esquerdista sem fundamento, maas como boa pessoa que sou avalio sempre os dois lados de qualquer dilema que porventura acabo me metendo: mesmo que descobrisse de alguma forma ainda ignorada por mim (sempre desconfio dessas informações bombásticas que me chegam de forma “oficiosa”) que os votos em branco realmente vão para aquele que possui mais votos, deixarei de acreditar em todo o mais, afinal, boa parte do que chamamos sociedade civil se sustentam sobre uma simples questão de fè – caso eu passe a desconfiar de certas coisas simplesmente não faz sentido acreditar naquelas outras e assim, paro de acreditar em tudo e desisto da vida para virar hippie (ou Luchador Mascarado).

Portanto, “cqd”, votar em branco não vale a pena, pelo menos não para mim. Então penso eu, quais seriam as vantagens de votar nulo? Simplesmente garantir que seu voto de fato será excluído, assim, com certeza absoluta??

Eu acho que isso não funciona e na verdade, acho que funciona justamente AO CONTRÁRIO.

Explico:

Imaginemos uma coisa, por um momento: temos dez pessoas no nosso universo de votantes, no nosso domínio eleitoral. Desse grupinho, desse curral eleitoral de dez pessoas uma vota em branco. Assim temos nove votos “coloridos” e um em branco. O mesmo acontece se esse indivíduo votasse nulo, nove válidos e um inválido. A mesma coisa, certo? Certo?? Eu acho que não.

Supomos por um momento, no nosso mesmo curral fictício, um valor para cada voto. Valor “um” por exemplo, perfazendo dez pontos no total do curral. Quando um vota em branco, temos o total de nove pontos válidos para a eleição, e um sendo disperdiçado desses dez votos válidos. Pois bem, no caso de um do grupo ter votado nulo temos a seguinte situação: um voto se anula, portanto os outro nove passam a ser o nosso universo de nosso conjunto de votantes. O votante nulo simplesmente não faz mais parte do conjunto total de votos válidos, assim sendo cada voto que antes valia um, agora vale 1.1, com a desistência de um dos dez. Caso outro anule seu voto, os oito restantes terão poder de voto 1.2 e assim por diante. Quem anula seu voto não está garantindo seu direito à não escolha, está é transferindo seu poder de escolha para todos os outros envolvidos na questão.

Portanto, quanto mais pessoas anulam seus votos, mais poder de decisão terão as outras. A idéia, claro, seria que MUITA gente anulasse seus votos para que assim fossem convocadas novas eleições, porém isso não é o que acontece pois os seres humanos são criaturas por demais complexas, com suas vontades e desejos interiores e não agem em uníssono com muita frequência. Assim sendo, a anulação dos votos apenas favorece afinal aqueles que ainda tem seus votos válidos, deixando assim uma população devidamente direcionada e capacitada de votantes com muito mais poder de escolha e consciência política, ou, muito pelo contrário, sobram aqueles que realmente se sentem obrigados a votar, e que o máximo de preocupação que tem é guardar os números até chegar na urna e o que fazer no feriado SEM bares abertos… é, acho que alguns já captaram afinal, qual é a questão em jogo: se é TÃO interessante assim que as pessoas votem nulo, por motivos errados, a QUEM isso interessa?

Mas, isso realmente não importa às pessoas. Tentar se ausentar da responsabilidade da escolha e se iludir parece ser muito mais interessante e saudável do que pensar em quem realmente puxa os cordões ou nas consequências reais da inevitável escolha.

Anúncios

Responses

  1. A política de cotas da UERJ resiste a reconhecer, mas a gente bem sabe que tinha que ter uma diferença entre brancos e nulos, afinal. Aproveito pra me dar meus auto-mini-créditos por ter participado da conversa que deu essa idéia pro TCZ.

  2. Acho que deveria ter uma prova de aptidão para o candito porque tô cansado de ver políticos que irão me representar com um nível de instrução pior que o meu (vide nosso presidente…)

  3. E é por isso que eu falo para as pessoas que não votam , não podem reclamar depois. Afinal de contas, na hora de tomar uma decisão resolveu ficar encima do muro e na hora de atacar está na primeira fileira. Aí é fácil demais…

  4. Em um comentário não muito relevante, se 2 pessoas votarem nulo, no seu exemplo, o voto dos outros valerá 1.25, que, se arredondado, deve ser considerado 1.3 segundo as regras da matemática.

    Quanto ao assunto em si, o voto nulo serviria como protesto se não fosse… nulo. Ao anular o voto, o eleitor está literalmente nulificando sua condição – ele se abstém de votar. Quando vota em branco, ele está dizendo que escolheu não votar em pessoa alguma. Aí reside a diferença.

    Ao anular, a pessoa ajuda, mal ou bem, quem está na frente a talvez ganhar em primeiro turno. Segundo nossa lei eleitoral, para ser declarado vencedor sem necessidade de um 2º turno, o candidato deve obter 50% + 1 dos votos válidos.

    Oras, nulo não é válido, é nulo. Assim, se tivermos um universo de 100 eleitores, divididos em 50 votos em A, 30 votos em B e 20 votos em C, a eleição será decidida em 2º turno entre A e B [na verdade, não, pois apenas cidades com 200 mil eleitores têm esse direito]. Só que se o João, ao invés de votar em C, resolver anular seu voto, A passa a ter mais da metade dos votos válidos, que será 49,5, e é eleito em 1º turno.

    Os votos brancos são contados como válidos. Então, se o eleitor quiser protestar, que vote em nada, ou seja, em branco.

  5. Acho que as pessoas fazem isso por serem do contra.

    Exemplo: vejo várias pessoas, inclusive na minha própria família, que procuram desculpas para poderem justificar não votar. Mas ora, para justificar é necessário ir num dos postos de votação, não? Então, no fim das contas, está tendo o mesmo trabalho.

    É a mesma coisa em relação ao voto branco x voto nulo. Se você já está lá na urna, é tão difícil assim escolher Branco em vez de Nulo?

    Ouviram? Não inicializem seus ponteiros com NULL, e sim com WHITE! (Dez pontos pra quem entender.)

  6. Ponteiros…Ponteiros…Eu juro que eu nunca pensei em entender o mecanismo de programação da urna eletrônica, mas você me OBRIGOU a pensar nisso. Muito Obrigado Renato.

    Begin
    For i:=1 to 10000000000000
    Do
    Kill yourself
    End.

  7. […] que nas eleições existe sempre a opção de votar nulo ou em branco, tema exatamente do post escrito pelo -TCZ- há uns dias atrás. No caso de Petrópolis, o número de votos brancos e nulos […]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: