Publicado por: Mr.Balboa | sábado, 31 janeiro 2009

Dia da Saudade

Ontem, dia 30 de janeiro é o dia da saudade. Você não sabia? Nem eu…até hoje, quando estava assistindo aos meus informativos esportivos. E aí começaram a falar do que sentiam saudade.

Não sei se são os dias, mas acho que eu sinto falto de quando o meu trabalho era apenas brincar. Jogar bola (com outras pessoas ou sozinho mesmo, chutando contra a parede), me achando o gênio do mundo, ao descobrir que o cabo da tv (aquele branco) era o que fazia aparecer a imagem, e que era por estar desconectado que eu não conseguia assistir ao o que quer que eu queria assistir. Sinto um pouco de falta do meu Super Nintendo. Apesar de ter sido ultrapassado por muitos, ele tem o seu charme especial. Quantas e quantas noites (umas 22h) eu não joguei Mario Kart com meu irmão e um amigo meu…eu gostava de jogar na pista de gelo (um contra um para estorar os balões dos outros).
Também lembro de quando eu ia para o Parque de Exposição de Itaipava para jogar futebol, andar de bicicleta (onde eu presenciei um atropelamento de um arbustro). Lembro de acompanhar os jogos do Guga. Lembro de assistir TV Manchete. Lá passava os desenhos. Acho que começava as 17h. CDZ, Yu Yu Hakusho…passou no programa do seu Boneco e também foi sequência do programa do Tiririca.

Depois desse momento retrô, colocarei algumas músicas que tenham relação com saudade. E você, do que você tem saudade?

“Eu sei
Que o meu peito é lona armada
Nostalgia não paga entrada
Circo vive é de ilusão (eu sei…)
Chorei
Com saudades da Guanabara
Refulgindo de estrelas claras
Longe dessa devastação”
Saudades da Guanabara – Moacyr Luz

“Eu quis o perigo e até sangrei sozinho
Entenda!
Assim pude trazer você de volta pra mim
Quando descobri que é sempre só você que me entende do iní­cio ao fim.

E é só você que tem a cura do meu vício
De insistir nessa saudade que eu sinto
De tudo que eu ainda não vi.”

Indios – Legião Urbana

“Vai minha tristeza, e diz a ela que sem ela não pode ser,
diz-lhe, numa prece
Que ela regresse, porque eu não posso Mais sofrer.
Chega, de saudade
a realidade, É que sem ela não há paz,
não há beleza
É só tristeza e a melancolia
Que não sai de mim, não sai de mim, não sai”

Chega de Saudade – Tom Jobim e Vinícius de Morais

” Ê saudade que bate no meu coração
Sei que é tarde, mas não desligue não
Ê saudade que bate no meu coração
Preciso dizer que eu te amo pra você lembrar”

Ê Saudade – Porto Seguro


		
Anúncios

Responses

  1. Antes de ler tudo: tem mais tag do que texto!

    As minhas saudades são obviamente parecidas com as suas. Tenho saudade das minhas gatas, tanto o demônio quanto a tontinha. Saudade do Banzé [do Valente, não, porque eu tinha medo dele]. Saudade de corrida de tampinha e de futprego. Saudade de alugar Mario Kart na videolocadora, de pique-ajuda no Aplicação.

    Mas não é uma nostalgia desmensurada, é saudade mesmo.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: