Publicado por: yumejin | segunda-feira, 2 fevereiro 2009

Do Uso Infantil de Palavras de Adulto

Porque essa é uma boa propaganda.

Fui motivado a escrever isso aqui por causa de uma conversa que tive com o -TCZ- e de um conto que eu li, de Chuck Palahniuk. É curioso como os temas acabam se confundindo em uma discussão e o que era um detalhe se torna o assunto principal. Bem, menos curioso do que trágico quando se trata de CPIs e inquéritos, mas ainda assim, curioso.

A questão é, como diz o título, da ordem das palavras, em específico, de uma palavra e de uma regra que as pessoas estúpidas acabaram por usar em qualquer contexto e fizeram com que perdesse sua força [exemplos são câncer, esquizofrênico e internet: serious business].

A primeira delas se popularizou depois da revolução feminina e pelo crescente embate entre sexualidade libertina e reprimida, os lados opostos do mesmo erro: broxante [e sua versão feminista e, honestamente, com tanto propósito quanto mudar de GLBT para LGBT – secante].

Tudo bem, às vezes, dizer que, por exemplo, o jogo de Star Wars para o Wii foi “deveras frustrante” ou “decepcionante pra cacete” é pouco perto do nosso sentimento de verdade. O filme de Dragon Ball, Vulturous do Metallica, o cancelamento de John Doe… diriam os seus pais, “foi um balde de água fria nas nossas esperanças”. Assim, dependendo do caso, talvez tenha sido até… broxante.

Mas foi mesmo? Sério, eu imagino a seguinte cena: a pessoa, toda excitada, vai na maior empolgação assistir ao próximo filme do Jackie Chan e… broxa? Por que viu o filme [ou leu a revista ou foi na festa ou o que for]? Com o perdão do palavreado, eu não fico de pinto duro lendo Sandman, vendo The Big Bang Theory ou jogando Diablo II!

Meu problema não é com o uso da expressão fora de seu contexto original, mas com o exagero. Como outro dia, quando me disseram que “vi o trailer da nova animação da Disney e foi broxante”. Se você fica excitado com trailers da Disney, desculpa, mas não senta perto de mim se a gente estiver assistindo a alguma reprise d’O Rei Leão ou do Aladim.

A segunda expressão não é usada fora de lugar, mas fora de hora, por assim dizer. Ou melhor ainda, fora de época. É o famoso “proibido/não recomendado para menores de X anos”, em especial, os 12+, 16+ ou 18+ na internet ou em filmes.

Meu problema não é com sua existência, mas com a falta de atualização das pessoas que classificam todo material que possa ser inapropriado para determinada idade. Quantos anos elas devem ter? Cinqüenta Cinquenta, sessenta anos? O mais novinho deve ter o quê? Quarenta e cinco?

Quando eles eram novos, os filmes da Vera Fischer eram inapropriados para menores de 18 anos. Só que, hoje em dia, qualquer muleque de 13 anos ou menos entra em site de vídeos pornográficos amadores ou baixa imagens usando o Google e a imaginação. Então, classificar certos filmes com insinuação de sexo ou de violência são nada surpreendentes para pirralhos de 10 anos!

Além disso, contos e romances gráficos são lançados no balaio dos 18+ sendo que relatam coisas que vemos nos jornais… e nem precisa ser pornográfico ou violento.

Então, o quê deveria ser “somente para maiores de 18 anos”? Consegui dois exemplos recentemente, que vou postar daqui 3 e 6 dias. Uma história e um trecho de uma peça. Lendo, é possível compreender que tipo de coisa não deve jamais chegar às mãos de um adolescente. De como palavras podem contar cenas que, se vistas ou ouvidas, trariam real significado à famosa diferença entre “brincadeira de criança” e “coisa de adulto”.

Anúncios

Responses

  1. xP

  2. […] inexistência da Islândia Originalmente, eu postaria hoje um conto para exemplificar o artigo da vez passada, mas acontece que estava eu perambulando pela Wikipedia [salve, salve, ó senhora da […]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: