Publicado por: yumejin | sábado, 28 março 2009

Das múltiplas Cleópatras

É essa daqui que todo mundo diz ser.

Eu sou um vagabundo. Dito isso, passemos ao assunto principal, que vem a ser um texto que deveria ter sido publicado em novembro do ano passado, quando pensei nele.

Certo dia, estava eu perambulando pela faculdade e encontrei-me com uma colega que vem a ser espírita. Conversei um pouco com ela sobre assuntos da faculdade e segui meu caminho. Como exercício mental, decidi resolver um problema com que os adeptos da reencarnação por vezes se deparam: como é que tem tanta gente que foi Cleópatra, Napoleão ou Dom Pedro I na vida passada? Se for colocar no papel, o número de imperadores romanos reencarnados deve aumentar exponencialmente. E aí, comofas?

Existe uma alternativa fácil: um deles está falando a verdade e o resto são falsos e falsas Cleópatras. Só que isso é uma opção bem chinfrim porque se vale de um argumento arbitrário para o qual as provas não podem sequer ser obtidas – afinal, quem te garante que o espírito que incorpora no Centro aqui no Rio é pior informado ou intencionado do que aquele do Centro do Tocantins? Coloquei-me a imaginar como resolver essa questão de maneira lógica – como aferir com total certeza qual das pessoas está falando a verdade e o porquê das outras estarem ou mentindo ou enganadas. Foi a partir deste pensamento que surgiu o outro, que me apetece bem mais.

Na verdade, estão todas certas. Quer dizer, a maioria delas, algumas são só

Mas assim ninguém quer, né?

Mas assim ninguém quer, né?

tias solteironas treslocadas que acham que são ciganas e astrólogas/tarólogas/leitoras de borra de café e chá. Tem os charlatões também. Para efeitos práticos, vamos supor que todas as pessoas que dizem ter sido Cleópatra sejam honestas e não estejam agindo de má fé.

Todas as almas partem de Deus – isso é um princípio comum a todas as religiões que eu conheço, inclusive aquelas que não chamam Deus de Deus ou alma de alma Ou seja, saem de um ponto único e se dividem para entrar nos corpos dos seres humanos – e reptilianos e cinzentos e mais trinta mil espécies alienígenas, caso você acredite neles [em alguns ou em todos]… E se, ao término da vida, elas voltassem para uma sopa primordial, uma grande lagoa de almas que se misturam, adicionando suas experiências terrestes a um grande banco de dados? E, no processo da reencarnação, fossem tiradas porções disso tudo para formar novas almas, contendo partes de várias outras almas anteriores.

Se a alma da Cleópatra foi para essa piscina e misturou-se às outras, então cada uma das pessoas cujo alma nova foi formada com um pedaço da da Cleópatra poderia ter memórias e a sensação de tê-la sido em uma vida longínqua. Ninguém estaria mentindo ao dizer que foi Napoleão, por exemplo, já que a alma do Napoleão já não existiria mais como um só pedaço, mas vários espalhados em vários corpos e em vários tempos.

O quê isso implica às teorias de Céu e Inferno ou evolução espiritual individual? Não sei, como disse lá no início, foi só um exercício mental. No entanto, pareceu-me uma boa teoria para explicar esse aspecto sem apelar para “todas estão enganadas” ou “somente uma está certa”.

Anúncios

Responses

  1. você não existe. u.u

  2. Só uma está certa. As almas bebem água do Lethe, não podem lembrar disso. Fora que eu acho que as almas reencarnam inteiras, para que se livrem do Samsara. Afinal, como se livrar dele se você fica reencarnando, reencarnando, reencarnando aos pedacinhos? Dividir para conquistar??

    Fora que eu acho que você esqueceu outra hipótese na situação “todos estão de boa fé”: da alma reencarnante ser mtiômana ou esquizofrênica. Existiu apenas um Napoleão, mas váaaaarios doidos de aneotas que acham que foram Napoleão, ai quando reencarnam… CATAPIMBA! (Duarte, Lima – Antenas Century, 2003) deu-se a merda.

  3. Bem, como eu disse, caso está teoria estivesse certa, e jamais defenderia isso, acho que o conceito de Roda de Samsara não se aplicaria.

    Agora, essa idéia dos doidos que acharam que eram Napoleão ou Cleópatra é uma boa que eu não considerei.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: