Publicado por: yumejin | quinta-feira, 11 junho 2009

Da Gripe Suína

Há mais ou menos um mês, quando o noticiário só falava da ubíque gripe suína, eu acompanhava esta página da Wikipedia em inglês todo dia, para acompanhar através dos números a evolução da doença no mundo. Claro que, como qualquer pessoa que tenha pesquisado o assunto minimamente, já sabia que isso não era uma espécie de gripe mortífera “ebola from hell” que acabaria com 99,9% da raça humana e limparia o caminho pro novo éon ou algo assim.

No entanto, depois de duas semanas, quando o número de casos no Brasil estava em 18, deixei o assunto de lado e me concentrei em algo mais importante: joguinhos de flash estudos joguinhos de flash. Hoje, abrindo o navegador cuja página inicial calha de ser o portal Terra, mais por comodismo [já que éramos assinantes do Terra há anos atrás e a página inicial do discador era a deles e, mesmo agora, sendo assinante insatisfeito do Virtua, o hábito vence] do que qualquer outra coisa, bati nesta notícia.

Tendo-se em consideração todo o cuidado com que o redator da matéria se armou para deixar bem claro que pandemia de gripe suína não é, em definitivo, sinônimo de “corram para as montanhas”, li o texto e me toquei que fazia um bom tempo que eu não ouvia nada sobre a tal da gripe suína. Resolvi recorrer à boa página da Wikipedia, que eu sempre defendo, para descobrir alguma coisa.

O número total de casos confirmados no mundo está em 31.702 [ou 27.737, de acordo com as estatísticas da OMS], com um total de 168 mortes [OMS: 141], com 77 mortes impossíveis de serem confirmadas ou descartadas como casos da gripe e um sem número de casos não detectados nos países onde a epidemia ou pandemia [?] não está controlada [México, Estados Unidos, Canadá e Chile, por ordem de começo dos casos].

Eu nem sabia que o Chile tinha casos de gripe suína… descendo um pouco mais na página, descubro que o número de países onde mortes foram confirmadas também cresceu, com Chile, República Dominicana, Guatemala e Colômbia juntando-se ao nada cobiçado grupo. E, por fim, isto. O número de casos no país é de 43, sendo 18 em São Paulo, 9 no Rio de Janeiro, 8 em Santa Catarina, 3 no Tocantins, 2 no Mato Grosso, 1 no Distrito Federal e 1 em Minas Gerais, com 45 casos de suspeita e um número pequeno de casos contraídos por transmissão interna, não através de viagens ao exterior.

Gráfico da evolução no número de casos de gripe suína no mundo

Importante notar também que o número de casos confirmados, que agora deve ser menor do que o número de casos reais, dado que temos exemplos de locais que decidiram testar somente os casos mais sérios, não está variando negativamente. Através do gráfico, é fácil ver os casos aumentam constantemente. Ainda mais, as estimativas atingem até 100.000 casos só nos Estados Unidos.

É realmente único perceber o contraste entre a exposição nos jornais e nos canais de tevê no início da pandemia ou epidemia [?] e a atual atenção dada. Note-se que esse arrefecimento do interesse ocorreu antes do desastroso acidente com o Air France 447, ou seja, não creio que seja o caso de “uma tragédia se sobrepondo à outra”. Então, o quê?

Anúncios

Responses

  1. Cara, eu acompanhei desde os primeiros casos da gripe suína através das fontes oficiais (CDC – Center of Desease Control; OMS – Organização Mundial de Saúde; MS – Ministério da Saúde do Brasil – apesar deste site ser bem fraco).
    Desde o começo os dados mostravam que a gripe suína (ou H1N1 pandêmica 2009, o ultimo nome =P) seria apenas isso, uma gripe normal (apenas mais fácil de ser pega). O medo entre os órgãos e os profissionais de saúde era uma possível recombinação com o vírus da gripe aviária (H5N1), que é muito mais letal que a gripe normal.
    A mídia que resolveu fazer um estardalhaço tremendo em cima da história toda…(pra mim a galera tinha comprado Tamiflu até dizer chega e queria usar d qq maneira, além da mídia querer outra catástrofe pra noticiar..), mas a verdade é (segundo a própria OMS):
    1- a gripe suína já não pode ser detida de nenhuma maneira;
    2- ela tem perfil parecido com a gripe normal sazonal;
    3- a vacina deve sair ano que vem;
    4- eles não recomendam ações visando diminuir a transmissão (além das ações normais pra influenza sazonal), nem o teste de todos os pacientes suspeitos (eles recomendam apenas testes pra estimativas d infectados, ou seja, já desistiram de saber quantos realmente estão infectados).

    Ou seja, tudo o que estão falando aqui no Brasil sobre a griper suína é uma besteirada sem fim. Se quiser informações corretas, atuais e não manipuladas (pelo menos é no que acredito), entre no site da OMS ou do CDC. Não confie na Wikipedia, qq um pode alterar o conteúdo pra falar merda…

    abraços


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: