Publicado por: - TCZ - | domingo, 15 novembro 2009

Aaaaaaa, it’s Halloween!

Esses dias eu estava, por ai, na internet, “de bob” como se costuma dizer, quando encontrei com algo que me deixou “de cara”, embasbacado pelo, até então, absurdo da coisa.

Descobri brincando por ai que o Helloween bom, aquele da década de oitenta, que contava ainda com o Kai Hansen, com o Michael Kiske e com o Ingo Schwichtenberg (R.I.P.)(Aliás que sobrenome complicado do capeta!) Então, que esse Helloween tem clipes! #minhacabeçaexplodiu!

E pois é, tava eu lá procurando a letra the “When the Sinner”, que aliás é uma canção muito fofinha, quando, pelo Google, acho o clipe da música. Até ai tudo bem, uma vez que ela é do Chameleon, que é um álbum bem tardio do Helloween, de 94, logo perto da saida do Kiske e do suicídio do Ingo (o Kai tinha rapado fora faz tempo) então é até normal que se tenham clipes pois estavam na época da geração MTV.

Até que eu me deparo com isso.

Pra vocês, que não conhecem a banda (a maioria ESMAGADORA de quem vai ler isso) é só uma música longa, mas pra quem, como eu, adora o Helloween, mesmo depois de tantos cortes HORROROSOS na música, vai reconhecer o CLÁSSICO do primeiro álbum com o Kiske (Keeper of Seven Keys part I de 1987, que é o segundo da banda, mas o primeiro com o Kiske e, convenhamos, o primeiro do Helloween. Pra mim o Walls of Jericho de 1985 tem a maior cara de demo que de outra coisa, além de ter o plágio de Metallica mais disfarçado do mundo desde The Mecanix do Megadeth)(estou escrevendo parêntesis muito grandes né? Vou tentar parar) a música épica com treze minutos, que no clipe ficou com pouco mais de cinco, Halloween!

A música é foda, composta pelo mestre Kai Hansen, e tem de tudo: solos inspirados, harmonias de guitarra, agudos do Kiske, uma letra bem divertida (que cita até o Linus Van Pelt do Peanuts do Charlie Schultz) e roupas engraçadas oitentistas e cortes de cabelo idem, tudo o que os anos oitenta tem para nos oferecer de melhor. Pois é, percebi com esse clipe uma coisa, na verdade relembrei, já tinha percebido antes com as resenhas do Delfos: cadê esse metal divertido alemão? Aliás, cade o metal divertido como um todo?? Qual a graça de cantar Heróis, Dragões e Espadas, se você nem ao menos se diverte com isso? Metal é para que afinal, ser divertido pra quem ouve e quem toca (vejam qualquer ao vivo do Helloween da época, eles pareciam realmente se divertir) ou ser mais um “serious buisness” da vida e parecer sisudo e formal?

Por favor né gente, Metal é coisa de adolescente afinal, se você passou dos vinte e poucos e ainda ouve EXCLUSIVAMENTE Metal, você tem algum problema. Ou então um gosto muito peculiar ou gosta de alguma coisa do estilo que não a música. Vamos convir que Metal demais depois de algum tempo CANSA, e cansa um bocado. Tem gente que diversifica indo pro Rock, pras bandas do Progressivo, Blues, etc (claro, tudo com guitarra. Você enjoa mas ainda tem bom gosto!) Enfim, e adolescentes tem mais é que se divertir galera. Mesmo o Metallica, com toda sua pose de sbuisness que cultivam sabiam se divertir durante os shows.

Não estou defendendo uma banda de Metal que soe como Mamonas Assassinas, mas também não precisamos exagerar, como disse mais ou menos o Kiske uma vez, o Metal é um estilo de música como outro qualquer, e precisa se enxergar como tal. A negada que acha que Metal é o suprassumo da arte e da música precisa tomar vergonha ao invés de Toddynho e ouvir Mozart.

Tem coisa mais legal que ouvir uma música boa e bem trabalhada e ainda se divertir por isso? Quer coisa mais bacana que o climão de Sessão da Tarde que o clipe ali em cima tem? Aquela festa na floresta, com todo mundo fantasiado porcamente, aquelas mulheres piriguetes e o Kiske canastrão fazendo caretas, titio Kai com Mullets, Ingo tirando onda na bateria, e o Weikath (o outro guitarrista) com roupa engraçada, todo mundo tocando no estúdio mal iluminado com cortes de orçamento? (O baixista quase não aparece, vamos esquecer dele um pouco) Eu acho o clima muito fantástico.

Termino deixando vocês com outra pérola da banda, que por si só merece um texto SÓ pra sua grandiosidade LOL, I Want Out, do álbum Keeper of Seven Keys part II de 1988. A música é bem divertida, com um letra bem positiva e o clipe… bem assistam e se divirtam como eu me diverti.

Não tem como não rir, pelo menos esboçar um sorriso, com o “arrotinho” do Kiske depois de “vomitar” a câmera! \o

Anúncios

Responses

  1. clipe de metal fede como um todo, mas é tão ruim que é engraçado
    o único que feriu minhas retinas foi o de If I Could Fly. peninha porque é uma excelente música
    helloween é um exemplo de banda a ser seguido


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: